Conecte-se conosco

Cidades

Prefeitura vai fiscalizar moradores da capital que vierem a OC durante feriadão

Publicado

em

Moradores da capital paulista que vierem para Osvaldo Cruz durante o feriadão prolongado que começou hoje (20) e vai até domingo (25), correm o risco de serem presos.

Quem garantiu foi o prefeito Edmar Mazucato (PSDB), que através de um vídeo (veja no início da matéria), disse que irá cumprir o que foi recomendado pelo Ministério Público: haverá fiscalização nas ruas e aqueles que vierem para Osvaldo Cruz, sem motivo relevante, irão ser enquadrados em crimes de desobediência e infração de medidas sanitárias. A pena nestes casos pode chegar a um ano de detenção.

A fiscalização será por agente de trânsito, servidores da Saúde e outros órgãos municipais com apoio da Polícia Militar e sob recomendação do Ministério Público.

Feriadão em São Paulo

Na capital, o mega feriado emendado que começou hoje (20, antecipa os feriados de Corpus Christi (11 de junho) e da Consciência Negra (20 de novembro).

De acordo com o prefeito Bruno Covas, esses dois feriados municipais podem ser antecipados para esta quarta e quinta (21) e, na sexta-feira (22), seria declarado ponto facultativo na cidade. As medidas dependem de aprovação dos legislativos municipal e estadual.

A criação de um feriado prolongado é uma tentativa de melhorar a taxa de isolamento social do estado enquanto um possível lockdown ainda é avaliado pelo governo. O atual coordenador do centro de contingência contra Covid-19 em São Paulo, Dimas Covas, destacou que o lockdown ocorre junto com “a falência do sistema público de saúde.”

No Estado pode ter feriado na segunda-feira

O governado João Doria (PSDB) também anunciou nesta semana que encaminhou à Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) um projeto de lei para antecipar o feriado estadual do dia 9 de julho (Dia da Revolução Constitucionalista) para a próxima segunda-feira (25).

A criação de um feriado prolongado é uma tentativa de melhorar a taxa de isolamento social do estado enquanto um possível lockdown (fechamento total) ainda é avaliado pelo governo.

De acordo com o presidente da Alesp, Cauê Macris (PSDB), a expectativa é que o projeto seja votado em sessão na quinta-feira (21).

Com Informações: G1

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.