Conecte-se conosco

APEOESP

Carreata em defesa da vida conta com mais de 250 carros

Publicado

em

Professores de várias regiões do Estado participaram da carreta em defesa da vida na manhã de quarta-feira em São Paulo. Com mais de 250 carros, a concentração aconteceu em frente ao Estádio do Morumbi na região oeste da Capital. Apesar do autoritarismo e da truculência do governo Doria que impediu o prosseguimento da carreata até o Palácio dos Bandeirantes, o recado foi dado com apoio da população que passava pelo local. A Polícia Militar também impediu os professores de caminharem pelas ruas da região, um ataque ao direito de ir e vir garantido pela Constituição.

Não ao retorno das aulas presenciais

Apesar de toda a truculência e do desrespeito do governador pela comunidade escolar, a luta continuará contra a volta das aulas presenciais e por salário e auxílio emergencial para professores das categorias O, S e V. Médicos infectologistas ouvidos pela APEOESP são unânimes em afirmar que o retorno às aulas conforme a imposição do governo do Estado provocará uma nova onda de contágio do coronavírus, o que poderá levar a um novo pico da pandemia. Doria não está preocupado com vidas, tanto que alterou a metodologia de divulgação dos números de infectados e mortos nesta quarta-feira. APEOESP já denunciou à Organização Mundial de Saúde e manterá a luta e as denúncias contra o retorno às aulas presenciais, em defesa de um isolamento horizontal total, com segurança sanitária e alimentar para toda a população.

 

Fonte: APEOESP (Informa Urgente 93/2020)

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.