Conecte-se conosco

Cidades

Governo de SP apresenta programa de volta às aulas na rede estadual a 645 prefeitos

Publicado

em

Secretário da Educação, Rossieli Soares, participa de evento da Secretaria da Educação sobre a Volta as Aulas 2021 e apoio aos Municípios Paulista na Primeira Infância | Foto: Governo do Estado

O Governador João Doria e os Secretário de Estado Rossieli Soares (Educação) e Marco Vinholi (Desenvolvimento Regional) apresentaram aos 645 prefeitos do Estado os detalhes da volta às aulas presenciais a partir de 1º de fevereiro na rede pública estadual. No encontro online também foi anunciado investimento de R$ 80 milhões para o programa de ampliação de oferta de vagas em creches escolares.

“A Educação é fundamental para todos nós que somos pais, temos filhos que há mais de 12 meses estão distante de suas aulas, do ensino, de seus professores e que precisam, com critério, com planejamento retomarem suas aulas”, disse o Governador João Doria.

A retomada ocorrerá no próximo dia 1º de fevereiro. Para este ano, foi autorizada pelo Governo do Estado a abertura das escolas em todas as fases do Plano São Paulo, obedecendo aos critérios de segurança estabelecidos pelo Centro de Contingência do Coronavírus.

“Hoje, a ciência nos mostra que o espaço escolar é seguro desde que realizemos todos os protocolos corretamente. Como Governo do Estado, estamos seguindo a ciência e junto com as prefeituras, vamos avançar para priorizar cada vez mais a educação, abrindo nossas escolas para todos os estudantes”, explicou o Secretário da Educação, Rossieli Soares.

Além do tema da volta às aulas, foram abordadas as parcerias entre Estado e Municípios, como materiais didáticos, merenda e transporte escolar.

No encontro virtual, também foi anunciado um novo programa para ampliação de vagas em creches municipais. O diferencial para este ano é que as prefeituras poderão ofertar seus próprios projetos de obras para construção.

O número de vagas ofertadas dependerá das demandas dos municípios. Detalhes sobre o programa serão publicados em resolução nos próximos dias.

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.