Conecte-se conosco

Polícia

Ex-prefeito de Pacaembu, Maciel Colpas, é preso

Publicado

em

Maciel Colpas foi preso preventivamente (Foto: Folha Regional/Arquivo)

O ex-prefeito de Pacaembu, Maciel Colpas, foi preso neste sábado (20) pela Polícia Civil, após cumprimento de mandado de prisão preventiva expedido pelo Poder Judiciário, acusado por crimes de corrupção, peculato e organização criminosa.

A prisão do ex-prefeito se deu na segunda fase da “Operação Atoleiro”, deflagrada pela Polícia Civil e o Ministério Público do Estado de São Paulo, estruturada por uma força-tarefa entre com promotores do Ministério Público, agentes do Tribunal de Contas do Estado e a Polícia Civil, sediada na Delegacia Seccional de Adamantina. A investigação visou apurar delitos (fraudes) envolvendo licitações no âmbito do poder público, peculato e organização criminosa.

De acordo com nota à imprensa expedida na manhã deste sábado pelo Deinter-8, foram expedidos cinco medidas cautelares pelo Poder Judiciário, fruto de representação do Ministério Público Estadual, sendo quatro mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva, cumpridos em locais do município de Pacaembu.

Preso por força de mandado de prisão preventiva, o ex-prefeito foi encontrado em sua residência, estando agora sob custódia, junto à Polícia Civil de Adamantina, e deverá ser encaminhado para a cadeia pública de Presidente Venceslau, onde ficará à disposição da Justiça.

Já os mandados de busca foram executados em locais estratégicos, sendo apreendidos diversos documentos de interesse processual penal.

Na ação, segundo o Deinter-8, participaram onze policiais civis, dos quais três delegados de polícia, e ainda três promotores de justiça.

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.