Conecte-se conosco

Covid-19

Governo anuncia prorrogação do auxílio emergencial até outubro

Publicado

em

O governo federal anunciou, nesta segunda-feira (5/7), a prorrogação do pagamento do auxílio emergencial por mais três meses. Sem a medida, o benefício acabaria no final deste mês, mas, agora estendido, deve ser pago até o mês de outubro. Os valores das parcelas continuam os mesmos, variando entre R$150 e R$375.

Para aumentar o prazo, o presidente da República, Jair Bolsonaro, editou um decreto que prorroga o pagamento do auxílio, instituído pela Medida Provisória nº1.039, em março de 2021. A MP previa o pagamento em quatro parcelas, com a possibilidade de prorrogação.

“O benefício será operacionalizado e pago pelos meios e mecanismos já utilizados no pagamento do Auxílio durante o ano corrente”, informou o governo.

Ao lado do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM/MG), e de alguns de seus ministros, Bolsonaro anunciou a prorrogação do auxílio em um vídeo postado nas redes sociais. Segundo o chefe do Planalto, o governo ainda procura acertar o novo valor do Bolsa Família para o ano que vem.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que “a economia brasileira está voltando a crescer”. “Esses três meses adicionais, isso é para dar proteção aos mais vulneráveis brasileiros enquanto atingimos a vacinação em massa da população brasileira”, ressaltou.

Guedes também indicou que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, prevê um controle epidemiológico da doença no Brasil com mais três meses. Segundo Queiroga, toda a população com mais de 18 anos estará vacinada contra a covid-19 com a primeira dose até o final de setembro.

 

 

Fonte: Correio Braziliense

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.