Conecte-se conosco

Destaque

Trecho da SP-294 na Nova Alta Paulista tem 14 pontos do fiscalização eletrônica de velocidade

Publicado

em

A Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294), no trecho entre Garça e Santa Mercedes, tem 21 pontos com fiscalização eletrônica de velocidade, por radares (veja quadro abaixo). As informações públicas sobre a localização dos dispositivos estão no site do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), consultado nesta segunda-feira (9) pelo SIGA MAIS.

Entre os 21 pontos, 5 são identificados como controladores de velocidade (110 km/h e 90 km/h, e ainda 80 km/h) e 5 são redutores de velocidade (40 km/h), que funcionam 24 horas por dia. Outros 11 são radares portáteis, com limites de velocidade entre 80 km/h a 100 km/h, conforme a localização e o tipo de veículo, e funcionamento autorizado das 7h às 18h.

Em caso de infrações, as multas são lavradas pelo DER. Para excesso de velocidade até 20% acima do limite permitido, multa de R$ 130,16. Com velocidade entre 20% a 50% acima do limite permitido, multa de R$ 195,23. E para infrações com velocidade acima de 50% do limite permitido, multa de R$ 880,41.

Radares na Nova Alta Paulista

Restringido à extensão da SP-294 aos municípios da Nova Alta Paulista, são 14 dispositivos eletrônicos de fiscalização, dos quais 10 são radares portáteis. Outros 4 são redutores de velocidade.

Entre os radares portáteis, o que chama atenção é a faixa de extensão de cada um dos 10 pontos, o que permite o deslocamento dos dispositivos. Assim, em determinado ponto, do km “X” ao km “Y”, o equipamento pode eventualmente ser deslocado. Em um deles, por exemplo, o equipamento portátil está autorizado a operar do km 566 (Parapuã) ao km 571 (Osvaldo Cruz). Em outro, do km 580 (Inúbia Paulista) ao km 589 (Adamantina). Em outro exemplo, o radar portátil está autorizado a operar entre o km 602 (Flórida Paulista) ao km 622 (Pacaembu).

Veja quadro:

 

 

 

 

Fonte: Siga Mais

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.