Conecte-se conosco

APEOESP

SPPREV retoma obrigatoriedade do recadastramento para aposentados e pensionistas

Publicado

em

Em publicação divulgada no Diário Oficial do Estado na quinta-feira, 26 de agosto (veja íntegra abaixo), a São Paulo Previdência disciplina a retomada da obrigatoriedade do recadastramento dos inativos e pensionistas civis e militares.

A ação terá início a partir de setembro para os aniversariantes do mês e também para os de maio que não foram recadastrados.

Veja abaixo o cronograma, conforme explicitado na Portaria:

Ü Deverão se recadastrar no mês de setembro de 2021 os aniversariantes do mês, bem como os aniversariantes de maio não recadastrados em 2021;

Ü Deverão se recadastrar no mês de outubro de 2021 os aniversariantes do mês, bem como os aniversariantes de junho não recadastrados em 2021;

Ü Deverão se recadastrar no mês de novembro de 2021 os aniversariantes do mês, bem como os aniversariantes de julho não recadastrados em 2021;

Ü Deverão se recadastrar no mês de dezembro de 2021 os aniversariantes do mês, bem como os aniversariantes de agosto não recadastrados em 2021;

 

Todos os aposentados e pensionistas devem ficar atentos pois o não recadastramento provocará a suspensão do pagamento dos benefícios.

 

 

Portaria SPPREV nº 157, 25 de agosto de 2021

 

Disciplina a retomada da obrigatoriedade do recadastramento dos inativos e pensionistas civis e militares no âmbito da São Paulo Previdência no ano de 2021.

O Diretor Presidente da São Paulo Previdência, no uso de sua competência,

CONSIDERANDO as normas dos Decretos Estaduais nº 65.897 e 65.924 ambos de 2021, que mantêm o monitoramento da capacidade de resposta do sistema de Saúde do Estado, mediante análise periódica dos números de novas internações e óbitos por Covid-19, Considerando a evolução das ações de enfrentamento à pandemia da COVID-19 no Estado,

CONSIDERANDO a necessidade de revogação da Portaria SPPREV nº 261/2020, com o retorno da obrigatoriedade do recadastramento no ano de 2021 no âmbito da SPPREV, nos moldes da Portaria SPPREV nº 259, de 18/12/2020. DECIDE:

Art. 1º – Retomar a obrigatoriedade do recadastramento dos inativos e pensionistas civis e militares no âmbito da São Paulo Previdência, na forma da Portaria SPPREV nº 259, de 18/12/2020, combinada com as regras desta portaria.

  • 1º – Deverão se recadastrar no mês de setembro de 2021 os aniversariantes do mês, bem como os aniversariantes de maio não recadastrados em 2021;
  • 2º – Deverão se recadastrar no mês de outubro de 2021 os aniversariantes do mês, bem como os aniversariantes de junho não recadastrados em 2021; §

3º – Deverão se recadastrar no mês de novembro de 2021 os aniversariantes do mês, bem como os aniversariantes de julho não recadastrados em 2021;

  • 4º – Deverão se recadastrar no mês de dezembro de 2021 os aniversariantes do mês, bem como os aniversariantes de agosto não recadastrados em 2021

Art. 3º – Deverão ser obedecidas as regras sanitárias e os demais regulamentos estaduais e municipais.

Art. 4º – A não efetivação do recadastramento pelos beneficiários com observância das normas estabelecidas na Portaria 259, de 18/12/2020 e na presente norma ensejará a suspensão do pagamento do benefício até que seja regularizada a situação pelo inativo ou pensionista.

Art. 5º – Esta Portaria entrará em vigor em 1º de setembro de 2021, gerando efeitos a partir desta data.

 

 

Grito dos Excluídos: FORA BOLSONARO

Como em todos os anos, no próximo dia 07 de Setembro, ocorrerão atos em defesa da democracia e dos direitos da classe trabalhadora, contra o autoritarismo de Jair Bolsonaro.

Várias regiões no Estado farão manifestação. Na Capital, diferente da informação divulgada no Boletim APEOESP Informa Urgente 108, o ato acontecerá às 14h no Vale do Anhangabaú.

Importante que todos os professores e professoras que já tenham recebido a vacina e com todos os cuidados sanitários necessários participem das manifestações.

 

 

Fonte: APEOESP (Informa Urgente 110/2021)

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.