Conecte-se conosco

Destaque

Saiba como o PROCON pode te ajudar a contestar conta de luz que veio muito alta

Publicado

em

O Procon-SP vai revisar contas de luz  que tiveram aumento a partir de 30% nos meses de abril, maio e junho.

Desde março, as distribuidoras de energia estão autorizadas a fazer a cobrança mensal pela média dos últimos 12 meses ou por autoleitura. As modalidades foram permitidas para diminuir a circulação dos profissionais que fazem a medição e, logo, evitar a propagação do novo coronavírus.

Para quem se sentiu prejudicado, o órgão orienta que seja feita reclamação nos canais indicados. Cada conta será auditada e, após análise, nova fatura deverá ser emitida com o valor correto e nova data de vencimento.

Após a reclamação, é preciso aguardar o resultado da análise para, só então, efetuar o pagamento da conta, explica o Procon.

Se a conta já tiver sido paga e o consumidor não concordar com o valor, o órgão diz que também é preciso registrar a reclamação. Após a análise, se ficar constatado o aumento indevido, o valor deverá ser abatido nas faturas seguintes.

Cobrança abusiva: o que fazer?

A partir do início da pandemia do novo coronavírus, em março, a Aneel (agência reguladora) autorizou que as distribuidoras de energia fizessem a cobrança mensal pela média dos últimos 12 meses.

O problema é que muitos consumidores queixam-se de estarem sendo cobrados valores muito acima do que é normalmente cobrado.

Para quem avalia que a cobrança está acima da média:

– Se você ainda não pagou a conta:

1- Separar a conta questionada e as faturas dos meses anteriores e digitalizar ou tirar foto dos documentos

2- Registrar a reclamação nos canais do Procon:

Site: https://www.procon.sp.gov.br/

Aplicativo: Procon-SP (disponível gratuitamente para Android e iOS)

Dúvidas: telefone 151 (de segunda a sexta, das 8h às 17h)

3- A conta será auditada e, após análise, nova fatura será emitida com nova data de vencimento e o valor correto, se for confirmada falha

4- Feito o registro da reclamação nos canais do Procon-SP, o consumidor deve aguardar o resultado da análise para, só então, efetuar o pagamento da conta

5- O pagamento em nova data, mesmo se o valor estiver correto, não deverá ter cobrança de juros e poderá ser parcelado em até 10 vezes no boleto ou em até 12 vezes no cartão de crédito.

– Se você já pagou a conta:

1- Se o consumidor já efetuou o pagamento, mas não concorda com o valor, deve registrar reclamação da mesma forma

2- Após a análise, se ficar constatado o aumento indevido, o valor será abatido nas próximas faturas

 

 

 

 

Fonte: Agora

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.