Conecte-se conosco

Cidades

Quase 1,7 mil donos de estabelecimentos já assinaram o Termo de Compromisso em Tupã

Publicado

em

Até ontem (18), 1.691 proprietários assinaram o Termo de Compromisso, para o retorno das atividades sob algumas condições, adotando medidas preventivas ao novo coronavírus. Os interessados em reabrir os estabelecimentos podem preencher o formulário disponível no site da Prefeitura de Tupã.

De acordo com a chefe do setor de Vigilância Sanitária, Gisele Porteiro, para preencher o formulário, basta acessar o site da Prefeitura e clicar no primeiro banner, situado no topo da página. Segundo Gisele, 487 estabelecimentos já entregaram uma cópia do termo para a equipe de fiscalização.

“Visitamos diariamente muitos estabelecimentos da cidade, nos períodos matutinos, vespertinos e noturnos; para assegurar o cumprimento e orientar tanto os comerciantes, quanto os consumidores a respeito das medidas adotadas. Durante a primeira semana, os focos foram as principais ruas comerciais da cidade; e a partir desta semana, estamos visitando os estabelecimentos que se situam no interior dos bairros e distante das principais ruas de comércio”, informou.

A chefe do setor ainda explicou que os estabelecimentos considerados essenciais não precisam assinar o Termo, mas caso tenham assinado, serão recolhidos normalmente. Ela ainda enfatizou que caso seja encontrada alguma irregularidade, o estabelecimento será primeiramente advertido e orientado; e caso haja reincidência em uma próxima visita, será autuado; e se não houver a readequação após o prazo estipulado, o alvará do estabelecimento será suspenso.

“Em caso de autuação, a multa varia de 100 a 1.000 Unidades Fiscais do Estado de São Paulo (UFESP), que corresponde a um valor que varia de R$2.761,00 até R$27.610,00. As medidas para a reabertura estão contidas no Decreto Municipal nº 8.767/ 2020; e todas as diretrizes a respeito desta reabertura estão na página do formulário do Termo”, disse.

Gisele ainda lembrou que quaisquer celebrações, eventos ou reuniões em que haja aglomerações de pessoas estão sujeitos a advertências e autuações, uma vez que oferecem riscos à saúde pública, sendo um potencial ponto de contágio do novo coronavírus. A chefe ainda comentou que a partir da assinatura do Termo, o estabelecimento deve adotar as medidas preventivas para reabrir.

“Eventos culturais, esportivos e diversas outras celebrações que podem causar aglomerações, estão sujeitos a advertências e autuações. A partir do preenchimento, é necessário que o Termo de Autorização seja impresso em duas vias e assinados; sendo uma afixada ao lado do alvará de funcionamento e outra ficará à disposição para equipe de fiscalização recolher”, informou.

O secretário municipal de Saúde, Dr. Miguel De Marchi, ressaltou a realização da Barreira Sanitária no último sábado, visando orientar e aferir a temperatura da população na avenida Tamoios. O titular da Pasta inda lembrou que a população pode contribuir para a manutenção da saúde pública, denunciando locais que não atendem às orientações estabelecidas para prevenção ao novo vírus.

“Adotamos medidas para que o comércio tenha uma reabertura segura. No sábado tivemos a barreira sanitária na avenida Tamoios e estamos com mais de 50 fiscais visitando e orientando os proprietários, colaboradores e consumidores dos estabelecimentos reabertos. Além disso, caso a população identifique alguma irregularidade em algum estabelecimento reaberto, pedimos que denuncie por meio do Call Center de esclarecimento de dúvidas do Coronavírus ou pela Ouvidoria da Prefeitura”, pediu.

O prefeito Caio Aoqui explicou a reabertura e a importância da adoção de medidas para o combate do novo vírus. Caio ainda explicou que esta é uma forma de manter a saúde e a economia funcionando mesmo em meio à pandemia, porém evitando o progresso do coronavírus na cidade. O chefe do Executivo pediu a compreensão e participação dos proprietários, colaboradores e população para que esta reabertura seja segura para todos.

“Conseguimos reabrir nosso comércio por meio de uma liminar. Poucas cidades no estado conseguiram este feito, logo temos que valorizar e reabrir com responsabilidade e cuidado, para evitar um aumento do contágio em nosso município. Pedimos a compreensão da população quanto às restrições, pois são medidas que devem ser tomadas visando a manutenção da saúde pública e da economia simultaneamente”, concluiu.

Termo de Compromisso

Os dados necessários para o preenchimento do Termo de Compromisso e Autorização são: nome da empresa, Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), ramo de atividade, endereço, telefone, e-mail, número total de funcionários, número de funcionários por turno, área total construída, área livre, além de assinar no final do documento.

Dentre as diversas medidas, os proprietários que assinarem o termo deverão fornecer e exigir o uso de máscaras e demais EPIs necessários pelos seus funcionários, como descrito no decreto e normativas; controlar o acesso e permanência de consumidores, respeitando todos os critérios estabelecidos no decreto, observando o limite máximo de 30% da capacidade máxima do local.

Além disso, também deverão fornecer aos usuários do estabelecimento todos os itens de higiene solicitados no decreto e impedir que pessoas entrem no estabelecimento sem máscaras; e autorizar, recepcionar, aceitar e obedecer a todas as orientações e determinações dos mais de 50 fiscais municipais.

Call Center

O novo canal foi uma das alternativas que a Prefeitura encontrou para a resolução de dúvidas a respeito do novo coronavírus; evitando fake news e possibilitando que a população se informe a respeito dos cuidados e medidas a respeito do novo vírus. O call center pode ser contatado pelos telefones: (14) 99808-4512, (14) 99803-1871, (14) 99854-9157, (14) 99713-5691 e (14) 99866-3431.

TupãCity

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.