Conecte-se conosco

Destaque

Prefeito de Sagres diz que houve questão pessoal de Mazucato na interdição de escolas estaduais onde seriam realizadas provas de concurso de Sagres

Publicado

em

– O Prefeito de Sagres, Ricardo Rived Garcia (PSDB) acusou o Prefeito de Osvaldo Cruz de perseguição política no episódio de interdição de três escolas estaduais,onde uma empresa contratada pelo vizinho município para a realização de provas de um concurso público neste domingo (3). 

Segundo Ricardo, as inscrições do concurso estavam abertas desde março e por conta da pandemia e o período eleitoral as provas estavam suspensas. Após o período eleitoral a Justiça autorizou a realização das provas. “Sagres realiza reforma na escola municipal e devido ao número de candidatos havia necessidade de mais de um local para obedecerem-se as regras de distanciamento social. Então, a empresa contratada para a realização do concurso sugeriu que fizéssemos as provas em Osvaldo Cruz e nas escolas estaduais”, disse o Prefeito.

Foi assim que houve solicitação à Diretoria Regional de Ensino de Adamantina para a cessão de uso dos prédios das unidades “Osvaldo Martins”, “Dom Bosco” e “Benjamin Constant”. “Aqui agradecemos à Direção de Ensino de Adamantina pela cessão dos prédios, que estão todos com alvarás de funcionamento. Agradecemos aqui aos diretores das escolas. Deixo aqui claro que a Diretoria de Ensino de Adamantina analisou os decretos estadual e do município de Osvaldo Cruz e entendeu que a realização das provas não tinha qualquer problema frente às normas, tanto que autorizou a cessão dos colégios”, disse Ricardo.

“Não dependíamos da realização do Prefeito [Mazucato] para fazer as provas e marcamos o concurso nas escolas estaduais. Alguns populares de Sagres ingressaram com uma ação na Justiça para impedir as provas, mas o Judiciário entendeu que o concurso poderia acontecer normalmente. A Justiça entendeu em duas instâncias que o concurso obedecia as regras e as provas poderiam ocorrer”, esclareceu Ricardo.

No entender do Prefeito de Sagres o que impediu que todas as provas acontecessem foi uma questão pessoal que o Prefeito Edmar Mazucato (de Osvaldo Cruz) tem contra o mandatário de Sagres. “Ele [Mazucato] deveria ter sido um pouquinho humano e de respeito para com as pessoas que vieram fazer as provas, até porque todas cumpriam as regras de prevenção à pandemia. Eu nunca vi e nunca ouvi dizer sobre necessidade de alvará de funcionamento nem em Osvaldo Cruz e nem outra cidade para realização de concurso. Vamos marcar uma nova data e um outro local para assegurar os direitos dos participantes”, disse Ricardo.

 

 

 

Fonte: Ocnet

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.