Conecte-se conosco

Cidades

Polícia descobre que foi ‘sogro’ quem tramou o assassinato da jovem Jéssica Cardoso, em Bastos

Publicado

em

O corpo da jovem Jéssica Cardoso de 24 anos foi encontrado no dia 9 deste mês nas águas do córrego Jureminha, divisa entre Iacri e Rinópolis, à margem da Rodovia Assis Châteaubriant.

Registrado inicialmente como encontro de cadáver, no dia seguinte a Polícia Civil já havia identificado os familiares da moça. De acordo com as informações iniciais, a vítima teria sido assassinada no dia 6, três dias antes do corpo ser encontrado por um casal.

Ontem (28) pela manhã, o delegado de polícia de Iacri Wellington Ubiratã de Lima, divulgou o resultado das investigações, que é muito assustador.

O sogro da vítima em companhia de uma segunda pessoa, que não é natural do estado de São Paulo, foi quem articulou e ajudou a realizar o assassinato da jovem mãe de seu neto.

“Por uma desavença familiar foi ceifada a vida da jovem Jéssica, moradora de Bastos. Junto com um cúmplice também de Alagoas, o sogro orquestrou e executou o assassinato da vítima.

O cúmplice marcou um encontro com a jovem e ao chegar ao local, à força a colocaram dentro de um veículo e foram até uma propriedade rural nas imediações da cidade de Bastos e através de espancamento a mataram.

O indivíduo confessou o crime, mas o sogro alega que ele não participou das agressões. Porém, conseguimos resultados investigativos de inteligência policial que comprovam a participação dos dois no feminicídio.

Depois de morta, colocaram a vítima dentro de um veículo, que foi apreendido pela perícia, e descartaram o corpo no ribeirão.”

O delegado atribuiu a resposta rápida da Polícia Civil ao bom trabalho e dedicação dos Policiais, tanto da equipe da delegacia de Iacri, quanto o apoio das equipes de Tupã.

 

 

Fonte: Ocnet

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.