Conecte-se conosco

Destaque

PL do deputado Bragato que classifica Lucélia como MIT é aprovado em Comissão da Alesp

Publicado

em

Foi aprovada na Comissão de Atividades Econômicas da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, realizada nesta quarta-feira, 23/06 em ambiente virtual, o projeto de lei nº 204/2019, de autoria do deputado Mauro Bragato que classifica Lucélia como MIT (Município de Interesse Turístico).

De acordo com o parlamentar, o projeto de lei tem como objetivo valorizar as características de Lucélia, incentivando o turismo regional, gerando renda e criando empregos no município. “Transformar a cidade em Município de Interesse Turístico permitirá reconhecer a vocação especial do município para o turismo de lazer. A efetivação desta medida gerará, com o apoio do Estado, um novo ciclo de prosperidade e desenvolvimento regional”, afirmou.

Lucélia está localizado na Região Centro-Oeste do Estado de São Paulo e fazendo limites com os municípios de Adamantina, Bento de Abreu, Rubiácea, Salmourão, Inúbia Paulista, Sagres, Pracinha e Mariápolis. Tem como peculiaridade ser o primeiro município da Nova Alta Paulista e conhecida como a Capital da Amizade.

As terras do atual município de Lucélia foram colonizadas em 1920, por imigrantes russos e eslavos com a chegada da Estrada de Ferro Sorocabana. Em 1929, foi construído o primeiro rancho e deu início à cidade Zona da Mata. Em 1939, Luiz Ferraz de Mesquita fundou a povoação que recebeu o nome de Lucélia. Em 30 de novembro de 1944, o povoado foi elevado à categoria de distrito e de município.

Para Lucélia, deslocam-se populações de diversas regiões do oeste de São Paulo para atividades de lazer. A cidade conta com vários clubes particulares, dotados de ótima estrutura para a prática esportiva e de lazer, sendo que sua principal área fica às margens do Rio Aguapeí, junto ao Salto Carlos Botelho.

A Cachoeira tem mais de 50 metros de extensão e 5 metros de altura. A queda d’água produz forte neblina que atinge os espectadores às margens do rio e a agitação das águas com a queda no Salto, propicia um raro espetáculo aos frequentadores. “O lugar é perfeito para quem aprecia a pesca e o contato com a natureza, principalmente pelas suas águas cristalinas”, explicou o deputado.

O projeto de lei será apreciado no parlamento paulista. Caso seja aprovado pelos deputados, a publicação será encaminhada para sanção do Governo do Estado de São Paulo.

 

 

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa do Deputado Estadual Mauro Bragato

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.