Conecte-se conosco

Covid-19

Ocupação de UTIs no Estado bate recorde e chega a 79,1%

Publicado

em

A taxa de ocupação de UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) com pacientes de covid-19 registrada no estado de São Paulo bateu recorde nesta quinta-feira (4). É a mais alta desde o final de maio de 2020, quando o governo estadual passou a divulgar o dado diariamente. Entre hospitais públicos e particulares, 79,1% desses leitos de UTI estão ocupados.

Na Santa Casa de Adamantina, são 16 hospitalizados com a doença. São cinco em tratamento em leitos de UTI, sendo dois da cidade e três de outros municípios, e 11 internados na enfermaria (sete de Adamantina e quatro de outras localizações).

E, na Santa Casa de Osvaldo Cruz, são 12 em tratamento da doença, sendo nove na UTI e três nos leitos de clínica médica.

São Paulo também registrou o maior número de pessoas internadas com coronavírus desde o início da pandemia, superando o recorde dos últimos dois dias. No total, o Estado tem 17.802 pacientes com suspeita ou confirmação da doença, sendo 9.910 em leitos de enfermaria e 7.892 em UTI, considerando leitos das redes pública e privada.

Porém, conforme o governador João Doria (PSDB) em reunião com os prefeitos paulistas na terça-feira (2), as “duas piores semanas desde o início da pandemia estão por vir”. “O cenário é alarmante e exige uma ação pronta e unificada de todos nós. Situação é preocupante em todas as regiões, com maior gravidade no interior”, acrescentou o secretário de Desenvolvimento Regional Marco Vinholi.

No dia seguinte, na quarta-feira (3), o Governo colocou todo o Estado na fase vermelha, etapa em vigor para os municípios do DRS de Marília (Departamento Regional de Saúde) desde segunda-feira (1º).

TODO O ESTADO NA FASE VERMELHA

A etapa mais rigorosa de restrição de mobilidade urbana e serviços não essenciais no Plano São Paulo entra em vigor neste sábado (6), em todos os municípios paulistas. A fase vermelha, válida até pelo menos 19 de março, só permite funcionamento normal de serviços essenciais como indústrias, escolas, bancos, lotéricas, serviços de saúde e de segurança públicos e privados, construção civil, farmácias, mercados, padarias, lojas de conveniência, feiras livres, bancas de jornal, postos de combustíveis, lavanderias, hotelaria e transporte público ou por aplicativo, entre outros.

 

 

Fonte: Impacto Notícias

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.