Conecte-se conosco

Destaque

Nasa anuncia duas missões para conhecer melhor o Sol

Publicado

em

A Nasa, agência espacial norte-americana, selecionou duas missões científicas para estudar a dinâmica do Sol, a conexão da Terra com sua estrela e o ambiente espacial em constante mudança. 

As missões Multi-slit Solar Explorer (Muse) e HelioSwarm vão fornecer visão mais profunda do universo e dar informações cruciais para ajudar a proteger astronautas, satélites e sinais de comunicação como o GPS.

Segundo Thomas Zurbuchen, da Nasa, as missões fornecerão “perspectiva única” sobre os “mistérios” do Sol.

O anúncio é feito um dia depois de a empresa SpaceX ter revelado que 40 satélites da sua rede Starlink, que iam se juntar a uma “constelação” de 2 mil satélites de internet de banda larga, sofreram impacto devido a tempestade geomagnética, que ocorre quando os ventos solares penetram no ambiente espacial ao redor da Terra.

A missão Muse ajudará os cientistas a entenderem as forças que impulsionam o aquecimento da superfície solar e as erupções que são a base do clima espacial, explicou a agência.

Graças a essa missão, será possível observar a radiação ultravioleta extrema do Sol e obter “imagens com a maior resolução já capturada na região de transição solar e da superfície”.

O objetivo principal do estudo é investigar causas do aquecimento, instabilidade da superfície e obter informações sobre propriedades básicas do plasma que cobre toda a superfície do Sol.

Ao mesmo tempo, a missão HelioSwarm registrará as primeiras medições multiescala no espaço, das flutuações no campo magnético e movimento do vento solar conhecido como turbulência.

Estudar a turbulência do vento solar em grandes áreas requer medições feitas simultaneamente de diferentes pontos no espaço e, por isso, o HelioSwarm consistirá numa nave espacial central e oito pequenos satélites em órbita sincronizada.

“A inovação técnica dos pequenos satélites do HelioSwarm, que vão operar juntos como uma constelação, oferece oportunidade única para investigar a turbulência e a evolução do vento solar”, realçou Peg Luce, vice-diretor da Divisão de Heliofísica da Nasa.

 

 

 

Fonte: Agência Brasil

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.