Conecte-se conosco

Covid-19

Lucélia inaugura local de referência para sintomáticos e positivados com covid-19

Publicado

em

Após um ano de pandemia de covid-19, a cidade de Lucélia conta com local de referência para sintomáticos e positivados com a doença. O novo espaço, inaugurado na segunda-feira (8), foi colocado em operação pela atual Administração Municipal, que assumiu a Prefeitura em 1º de janeiro.

Frente aos desafios da pandemia, com aumento considerável de casos nos primeiros meses de 2021, a gestão Tati Guilhermino (PV) buscou novas diretrizes para o controle da propagação do vírus e tratamento dos contaminados com a doença. Apenas este ano foram confirmados 440 novos registros positivos de covid-19 e 12 óbitos. Até 30 de dezembro passado, segundo divulgou a Prefeitura, à época, a cidade tinha 141 casos e 7 mortes.

Ao IMPACTO, a secretária de Saúde e Saneamento, Márcia Vudoviz, destacou o objetivo da Central Covid-19. “Os suspeitos e infectados, com um local específico para irem e serem devidamente atendidos e orientados, terão a devida atenção que essa doença merece com uma equipe focada apenas no controle, tratamento e orientações desses pacientes, e, além disso, traz mais segurança aos profissionais de saúde e munícipes com outras doenças atendidos nas demais unidades”, esclarece.

Anteriormente, o atendimento dos sintomáticos e positivados era concentrado no Centro de Saúde, local referência também para outras enfermidades.

“Agora, a população de Lucélia deve procurar a Central Covid-19 quando apresentarem sintomas suspeitos como tosse, febre, coriza, cansaço, dor no corpo, diarreia, perda de cheiro ou paladar, dor de cabeça ou qualquer outro sintoma gripal. Já os com falta de ar, dor forte no peito ou febre alta que não melhore com medicações orais devem buscar o Pronto Socorro”, orienta a secretária de Saúde.

A Central Covid-19 funciona no antigo PSF da Vila Rennó, na Avenida Brasil, 460. O atendimento é realizado todos os dias, de domingo a sábado, das 7h às 16h. “Nos períodos que está fechado, o paciente com sintomas leves a moderados deve esperar o dia seguinte para atendimento. Só os munícipes com sintomas graves, como falta de ar, devem procurar o Pronto Socorro para um atendimento emergencial”.

No novo local de referência é feito atendimento médico e de enfermagem, coletas de SWAB para realização do exame RT-PCR, diagnóstico com testes rápidos, coletas de sangue dos suspeitos e infectados quando necessário, entrega de medicações para o tratamento dos atendidos e orientações à população em geral sobre a doença.

Os atendimentos são preferencialmente agendados pelo telefone (18) 99602-9159 para se evitar aglomerações. “É preferível que o paciente entre em contato por telefone antes para controle da quantidade de pessoas no local para que os pacientes atendidos tenham menor contato possível com outros sintomáticos ou positivados, principalmente se o munícipe em questão for de algum grupo de risco”.

No local, há durante a semana, um médico clínico, três enfermeiras, dois auxiliares de enfermagem, um farmacêutico, um recepcionista e dois auxiliares de limpeza. Durante os fins de semana e feriados, a equipe será reduzida.

Quando for buscar atendimento na Central Covid-19, a Secretaria de Saúde orienta ir com máscara, de preferência sem acompanhantes (a não ser que necessário, como crianças, deficientes e idosos), fazer o uso frequente do álcool gel disponível no local e seguir as orientações dos profissionais que, “além darem o atendimento necessário, estarão zelando pela segurança dos pacientes e funcionários da unidade”.

“A população tem procurado a Central Covid-19 cada vez mais, e os profissionais tem recebido feedback positivo dos pacientes. A equipe ainda está se organizando no novo local e estabelecendo protocolos de atendimento, mas conta com a presença de diversos funcionários que trabalham no enfrentamento da covid-19 desde o início da pandemia”, finaliza Márcia Vudoviz.

 

 

 

Fonte: Impacto Notícias

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.