Ligue-se a nós

Destaque

Justiça decreta prisão preventiva de mulher suspeita de assassinar o marido com golpes de marreta e faca enquanto ele dormia

Publicado

no

A Justiça converteu em prisão preventiva a prisão em flagrante de uma mulher, de 59 anos, suspeita de assassinar o próprio marido, enquanto ele dormia, em Tupi Paulista (região de Dracena).

O homem, também de 59 anos, foi encontrado morto, na madrugada desta terça-feira (27), deitado em sua cama.
A esposa da vítima foi presa em flagrante e é a principal suspeita de ter cometido o crime.
Inicialmente, ela negou o envolvimento no assassinato, mas depois confessou a autoria.
No local do crime os policiais localizaram a vítima deitada sobre a cama com sangue e lesões no rosto e corte no pescoço.
Na residência estavam o filho da vítima, a esposa e a neta do casal, de oito anos, dormindo no quarto ao lado.
O filho do casal disse que, após jantar, foi dormir por volta das 21h e seu pai foi tomar banho.
Ele ainda relatou não ter ouvido nada, pois estava dormindo.
Em pesquisas no aparelho celular da esposa, havia buscas sobre como eliminar uma pessoa cortando a jugular e batendo na cabeça.
A esposa da vítima acabou confessando o crime.
A mulher informou à polícia que teria usado uma marreta e uma faca para matar o esposo.
Ela ainda disse que colocou os objetos usados no crime em uma caixa de papelão, pegou seu veículo e dirigiu até a Rodovia da Integração. Chegando à via, ela descartou as peças na beira da estrada, no sentido Andradina–Tupi Paulista.
Os policias civis estiveram no local indicado pela suspeita e apreenderam a caixa de papelão e um par de luvas com vestígios de sangue.
A marreta e a faca utilizadas no crime não foram localizadas.
Fonte: G1
Continuar Lendo
Publicidade
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.