Conecte-se conosco

Politica

Governo de SP adianta reclassificação e deve endurecer quarentena nesta sexta

Publicado

em

O governador João Doria informou que, na próxima sexta-feira (15), o estado de São Paulo passará por uma nova reclassificação do seu plano de enfrentamento à pandemia, que define as restrições da quarentena em todo o estado. “A reclassificação terá como referência estudos que estão sendo finalizados pelo Centro de Contingência da Covid-19”, disse o governador em coletiva de imprensa na tarde desta quarta (13).

Na última semana, o governo paulista alterou os critérios do Plano São Paulo, dificultando a progressão de fases. Também colocou quatro regiões na fase laranja, com restrições mais severas que a amarela, em que se encontra o restante do estado. Desde sexta (8), para se manterem na fase amarela (que dá mais liberdade para a operação do comércio e serviços), as regiões devem registar uma taxa de ocupação de leitos de UTI de até 70% – acima disso, passa a vigorar a fase laranja, com restrições mais severas.

Na última segunda (11), as taxas de ocupação dos leitos de UTI eram de 66,7% na Grande São Paulo e 65,1% no Estado, mas os números devem subir ainda mais nos próximos dias. A tendência de alta, que deve alcançar um pico por volta do dia 20, é um reflexo das aglomerações registradas nas comemorações de Natal e Ano Novo.

Antes do Natal, o Centro de Contingência da Covid-19 do estado de São Paulo chegou a emitir uma carta se mostrando preocupado com as aglomerações das festas de fim de ano.

No período de festas, o governo de São Paulo decidiu deixar por poucos dias a quarentena mais restrita em todas as regiões. O objetivo do governo estadual foi frear o avanço da covid-19, que registou um aumento de 68% nos casos da doença no mês de dezembro. Mas os números apontam que a estratégia não se mostrou eficaz.

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.