Conecte-se conosco

Covid-19

Estado de SP anuncia a compra de 2 milhões de testes rápidos para COVID-19

Publicado

em

O Governador João Doria anunciou nesta quarta-feira (12) a aquisição de 2 milhões de testes rápidos de antígenos para COVID-19, que serão disponibilizados até fevereiro aos municípios do Estado. A medida visa ampliar as políticas de testagens e o monitoramento de casos de coronavírus.

“São Paulo liberou R$ 12 milhões para a aquisição de mais 2 milhões de testes rápidos que estarão disponíveis na rede até fevereiro. Os testes funcionam como uma bússola para diagnóstico rápido e ação efetiva para controle da doença”, disse Doria.

Os testes têm grau de efetividade de 98% e o resultado sai em 15 minutos. Com investimentos de R$ 12 milhões pela Secretaria da Saúde, os testes serão distribuídos para os 645 municípios de acordo com pactuação com o Conselho de Secretários Municipais de Saúde de São Paulo (Cosems).

A pasta estadual, diante das novas regras de isolamento social definidas nesta segunda-feira (10) pelo Governo Federal, encaminhou nesta terça-feira (11) ofício para o Ministério da Saúde solicitando o envio de mais 2,5 milhões de testes extras para a distribuição às prefeituras.

Desde novembro, a Secretaria da Saúde distribuiu 2,5 milhões de testes. São Paulo é o estado que mais testa no Brasil. Dados preliminares até o final de dezembro apontam que São Paulo já realizou cerca de 22,4 milhões de testes no decorrer de toda a pandemia.

“Entendendo que testar é um guia para o controle da pandemia, esse é mais um dos investimentos realizados pelo Governo de São Paulo para conter o avanço da pandemia”, afirmou o Secretário de Saúde, Jean Gorinchteyn.

 

 

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.