Conecte-se conosco

Destaque

Em Osvaldo Cruz, homem acaba detido pela Polícia Militar após agredir namorada grávida e cunhada com cabo de vassoura

Publicado

em

Uma mulher de 22 anos, que está grávida, e sua irmã foram agredidas na Rua Japão, em Osvaldo Cruz, neste domingo (4). O namorado de uma das vítimas, pai do bebê, foi detido pela Polícia Militar suspeito de praticar as lesões corporais com o uso de um cabo de vassoura.
A equipe foi acionada via Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) para atendimento de ocorrência de desinteligência em via pública. No local, os militares viram duas mulheres no chão, vítimas de agressões, e pelas proximidades o suspeito, de 34 anos, na posse de um cabo de vassoura.
Com a aproximação dos militares, o homem dispensou o objeto. Ele foi abordado e confessou as agressões contra sua namorada e a irmã dela.
As mulheres foram socorridas e levadas pelo Corpo de Bombeiros até a Santa Casa. O indivíduo também foi levado ao Pronto-socorro pelos militares por apresentar escoriações.
Em conversa com os policiais, a namorada do indivíduo, que esta grávida de seis meses, disse que ele foi até sua residência por volta de 0h e ambos acabaram discutindo. Posteriormente, a vítima foi com sua irmã até a residência do autor para conversar com a mãe dele, mas no caminho foram abordadas por ele.
Na ocasião, o homem estava na posse de um cabo de vassoura e eles iniciaram uma nova discussão, momento em que ambas foram agredidas.
Em consulta via Copom, policias constataram que o agressor possui medida cautelar e que deveria permanecer em sua residência entre as 22h e 6h, ou seja, na ocasião, descumpriu a referida medida.
O indivíduo recebeu voz de prisão em flagrante por violência doméstica e familiar, com base na Lei Maria da Penha.
O caso foi registrado na Delegacia da Polícia Civil.
Todos os envolvidos foram ouvidos e liberados. O cabo de vassoura ficou apreendido.
Fonte: G1
Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.