Conecte-se conosco

Destaque

Covid-19: SP prevê aplicar quarta dose em idosos a partir de abril

Publicado

em

Idosos acima de 60 anos e que vivem no estado de São Paulo deverão receber a quarta dose da vacina contra a covid-19 a partir do dia 4 de abril. A informação foi dada hoje (16) pelo coordenador executivo do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, João Gabbardo.

Segundo ele, a quarta dose já vem sendo aplicada na população imunossuprimida do estado, mas o comitê científico vê a necessidade também de que idosos tomem a quarta dose porque nesse grupo há redução da capacidade imunológica.

“É baseado nisso que o comitê científico entende que os idosos também estão incluídos nesse grupo de imunodeprimidos. Eles passam por um processo em que há redução de sua capacidade imunológica. Há uma redução no tempo em que essas pessoas que são vacinadas ainda apresentam imunidade”.

De acordo com Gabbardo, a imunização da quarta dose começará no dia 4 de abril, respeitando um cronograma baseado na faixa etária.

“Vamos começar pelas pessoas acima dos 90 anos e vamos reduzindo as faixas etárias até a inclusão dos mais de 60 anos. O cronograma será definido seguindo a disponibilidade de vacina”, disse ele.

O coordenador disse ainda que a quarta dose será aplicada com a vacina que estiver disponível no estado e a “que for orientada para a aplicação”.

Enquanto isso, disse ele, o governo de São Paulo continua buscando os mais de 2 milhões de faltosos que não compareceram para tomar a segunda ou terceira doses de vacina contra a covid-19.

“As pessoas que não tomaram a segunda dose, devem tomar a segunda dose. Quem não fez a terceira dose, deve tomar a terceira dose”, enfatizou.

 

 

Fonte: Agência Brasil

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.