Conecte-se conosco

APEOESP

COMITÊS DE LUTA EM CADA SUBSEDE DA APEOESP PARA MUDAR O BRASIL E O ESTADO DE SÃO PAULO!

Publicado

em

Por iniciativa da APEOESP, conforme decisão do Conselho Estadual de Representantes, foi lançado na sede do Sindicato, na quinta-feira, 19 de maio, o Comitê Estadual Sindical de Luta.

O objetivo do Comitê é juntar forças para interferir na conjuntura e no processo eleitoral em curso no país, construindo uma plataforma com os posicionamentos e reivindicações dos profissionais da Educação, dos servidores públicos, dos trabalhadores e da população que mais necessita do Estado.

Essa plataforma, cuja versão inicial foi distribuída no lançamento e receberá contribuições de todos os segmentos, conterá nossa concepção do papel do Estado e, entre outras questões, a exigência de revogação da reforma da previdência, do confisco de aposentados e pensionistas, da reforma administrativa, posicionamento contra a reforma trabalhista, revogação do subsídio, programas educacionais excludentes e demais ataques. Além de propostas para que o Estado cumpra seu papel, valorize os servidores, atenda às necessidades da classe trabalhadora, da juventude e do conjunto da população.

 

Ampla representatividade no lançamento

 

Participaram do lançamento, coordenado pela presidenta da APEOESP e deputada estadual, Professora Bebel, representantes da Central Única dos Trabalhadores, da Intersindical, da Central  dos Trabalhadores e das Trabalhadoras do Brasil, da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, da Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT e de sindicatos, associações e movimentos.

Entre essas entidades e movimentos estiveram: Sindicato dos Escrivães de Polícia, Sindicato dos Servidores Municipais de São Paulo, Sindicato dos Advogados, Sindicato dos Supervisores de Ensino, dos funcionários de escolas, dos servidores aposentados da Alesp, União Estadual dos Estudantes, União Paulista dos Estudantes Secundaris tas, União Municipal do Estudantes, Marcha Mundial de Mulheres,
Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, Federação Estadual da Diversidade Racial, Liga do Professorado Católico, Fórum Estadual de Educação. Muitas outras entidades justificaram ausência devido a conflito de agendas.

Como um dos encaminhamentos centrais, serão constituídos comitês em todas as regiões do estado. As subsedes da APEOESP tomarão iniciativas para viabilizar a unidade regional de todas as entidades e
movimentos para que esses comitês possam efetivamente realizar um trabalho junto às diversas categorias profissionais, às comunidades e à população em geral. O objetivo é que o comitê possa interferir na conjuntura atual no sentido da construção das transformações necessárias no estado de São Paulo e no Brasil.

 

LANÇAMENTO DE COMITÊS NAS SUBSEDES: INFORMEM DIRETORIA ESTADUAL

 

A subsedes poderão organizar-se também por grupos ou macrorregiões para organizar o lançamento dos comitês. Importante que haja comitês em cada subsede e que este trabalho chegue às escolas e à população. Todas as entidades do funcionalismo, sindicatos de trabalhadores do setor privado, entidades estudantis e de juventude, pais, movimentos como o MST, MTST, CMP e outros devem ser convidados. Solicitamos que os agendamentos para os lançamentos sejam feitos com a maior brevidade possível e que datas, horários e locais sejam informados à Diretoria Estadual pelo email: presiden@apeoesp.org.br.

 

Oficina sobre a lei complementar 1374/2022

 

A APEOESP realizou na noite de 19 de maio Oficina para esclarecer a questão do subsídio e o desmonte da nossa carreira. A Oficina aconteceu presencialmente na Casa do Professor e foi transmitida pela plataforma Zoom, pelo Youtube e redes sociais, e ficará disponível na íntegra no canal da APEOESP no Yotube. O sindicato também produzirá uma versão editada com as diversas exposições técnicas sobre a lei.

Além disso, um espaço virtual será criado no portal da entidade (www.apeoesp.org.br) para que a categoria possa continuar tirando suas dúvidas.

 

 

 

Fonte: APEOESP (Informa Urgente 40/2022)

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.