Conecte-se conosco

Destaque

Bombeiros de OC resgatam Tamanduá-Mirim

Publicado

em

O corpo de bombeiros foi acionado na tarde desta quarta-feira (24), por moradores do bairro que passavam pela rua e ouviram barulho em cima da árvore, ao se aproximar viram o tamanduá.

O animal foi resgatado e solto em seu habitar natural próximo à área verde do córrego Negrinha.
Sobre o Tamanduá-mirim
O tamanduá-mirim tem um padrão de coloração da sua pelagem que lembra a um “colete” negro. O restante dos seus pelos tem uma cor que varia do amarelo ao marrom pardo. Dependendo do região geográfica, o colete do tamanduá-mirim pode variar do negro ao castanho até um amarelado pouco destacado do resto do pelo do animal, mas mesmo assim, são todos da mesma espécie.
Possui uma cauda semipreensil que utiliza para subir e manter-se na copa de árvores, e que é nua na parte ventral. Os membros anteriores possuem uma musculatura bem desenvolvida, com quatro dígitos, de onde vem seu nome científico tetradactyla (tetra = quatro; dáktylos = dedo), e os membros posteriores são menos musculosos, apresentando 5 dígitos, dos quais um é pouco desenvolvido.
Fonte: Ocnet
Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.