Conecte-se conosco

Destaque

Autor de homicídio em bar de Salmourão vai a júri popular amanhã em OC

Publicado

em

O réu Lourival dos Santos, apontado pelo Ministério Público como o autor da morte de Samuel Nascimento Freitas, 38, será levado a júri popular amanhã no Fórum de Osvaldo Cruz. De acordo com o Ministério Público, Santos teria disparado o tiro na cabeça da vítima no dia 01 de Dezembro de 2019 em Salmourão.

Segundo a sentença de pronúncia, (ato processual que encaminha o caso para o Tribunal do Júri), no dia do crime, por volta das 17h52, na Praça da Bandeira, centro de Salmourão, o autor teria agido com motivo motivo fútil e com “recurso que dificultou a defesa do ofendido” na morte de Samuel Nascimento de Farias.

Segundo a denúncia, devido a uma desavença com Cristiano Ribeiro da Silva, o “Zé Gordo”, quando o autor e esse terceiro envolvido encontravam-se num bar, o acusado foi até sua residência, pegou um revólver de calibre 32 e  retornou ao estabelecimento. No bar,  Lourival sacou a arma e fez um disparo em direção a seu desafeto, mas atingiu por engano a vítima, Samuel Nascimento de Farias, que estava também pelo local.

O tiro atingiu a cabeça da vítima, causando sua morte. Em seguida o acusado foi desarmado por Gilson Pereira de Souza, um agente de segurança penitenciária e testemunha do caso.

A vítima, Samuel Nascimento foi trazido à Santa Casa de Osvaldo Cruz, mas morreu antes de dar entrada no hospital.

Como será o julgamento?

O Tribunal do Júri será instalado às 13 horas nesta sexta-feira (19).

Devido à pandemia, o réu será interrogado e acompanhará os demais atos do julgamento de forma remota. O acusado permanece preso no Centro de Detenção Provisória II de Pacaembu.

Além disso, o juiz presidente do Júri, Lucas Ricardo Guimarães (da 1ª Vara Criminal de Osvaldo Cruz), determinou que o  acesso ao  prédio do Fórum local será restrito a juízes, servidores, terceirizados do Judiciário Estadual, advogados, promotores de justiça, estagiários inscritos na OAB, policiais e outros agentes necessários para a segurança do local, profissionais da imprensa, jurados e testemunhas convocados.

Os protocolos de segurança do prédio deverão seguir provimento do Tribunal de Justiça (CSM nº 2.564/20, Comunicado Conjunto nº 581/20 e Provimento nº 2.564/20) para protocolo de saúde em razão da pandemia.

Vão trabalhar pela acusação o Promotor de Justiça, Jess Paul Taves Pires e na defesa do Réu os advogados Flávio Soato e Vinicius Soato.

 

 

 

Fonte: Ocnet

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.