Conecte-se conosco

Covid-19

Adamantina atinge nos 5 primeiros dias de outubro 55% do total de casos de Covid-19 de setembro

Publicado

em

Outubro começou e somente nos 5 primeiros dias do mês, Adamantina já registrou 64 casos positivos para a Covid-19. De acordo com dados da Secretaria de Saúde do município, das 140 notificações, 46% delas resultaram em casos confirmados.

Em um comparativo com o mês de setembro, das 408 notificações que também foram registradas, 115 pessoas testaram positivo, o que significa 28% do total de notificações.
Se formos levar em conta apenas os casos confirmados, Adamantina já atingiu 55% de casos positivos em 5 dias, diante dos 30 dias de setembro.
Comparando ainda apenas cinco primeiros dias de setembro com os cinco primeiros dias de outubro, o município contabilizou no mês anterior 6 casos positivos e em outubro são 64.
“A situação é preocupante, temos registrado elevação dos índices, a população não pode descuidar!”, pede o secretário de saúde, Gustavo Taniguchi Rufino.
Além dos casos em alta, a Secretaria de Saúde vem registrando a recusa por parte dos munícipes no recebimento da 2ª dose da vacina.
“A vacina, o distanciamento social, o uso de máscaras e a higienização constante das mãos são as ferramentas que temos para combater a doença”, afirma.
2ª dose da vacina em atraso
Mesmo diante desse quadro, 1684 munícipes deixaram de receber a 2ª dose na data estipulada. De acordo com o levantamento, 17 pessoas que tem 18 e 19 anos ainda não procuram o Centro Integrado de Saúde (CIS), 349 que tem entre 20 e 29 anos; 617 que tem de 30 a 39 anos; 375 que tem até 49 anos; 286 que tem entre 50 e 59 anos e 40 pessoas na faixa etária de 60 a 89 anos.
“Tomem a vacina, ela é segura, ela salva vidas e possibilita que a economia do município continue funcionando. Colabore!”, reforça o secretário de Saúde Gustavo Rufino.
A Vigilância Epidemiológica está fazendo contato telefônico com os faltosos convocando para comparecimento ao CIS para completarem o esquema vacinal.
O secretário de saúde ressalta que a pessoa que não completa o esquema vacinal fica mais vulnerável à infecção pelo novo coronavírus do que aquela que recebeu as duas doses.
“Sendo assim, além de se expor ao risco de ser contaminado e adoecer, esse indivíduo não ajuda a controlar a circulação do vírus. E tem mais: a vacinação incompleta pode criar um ambiente propício para o surgimento de versões ainda mais resistentes do coronavírus”, finaliza.
Fonte: Siga Mais
Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.