Conecte-se conosco

Polícia

Acusado de matar e enterrar mulher e enteada em Pompeia é preso em Campo Grande (MS)

Publicado

em

Foi preso no final da tarde desta segunda-feira (8) em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, Fabrício Buim Arena Belinato, de 36 anos, que estava foragido e era procurado como o principal suspeito pelo duplo assassinato ocorrido em Pompéia, descoberto semana passada, quando os corpos da então mulher dele, Cristiane Pedroso dos Santos Arena, de 34 anos, e da filha dela, Karoline Vitória dos Santos Guimarães, foram encontrados enterrados no quintal de casa, no distrito de Paulópolis.

Segundo o portal JD1 Notícias, na tarde desta segunda-feira a Guarda Civil Metropolitana de Campo Grande recebeu a denúncia de que o criminoso estaria na cidade, em uma obra privada no Jardim Macaúbas, onde foi encontrado e preso. Ele foi levado para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (DEPAC).

Uma equipe da Polícia Civil de Pompéia já se dirigiu à capital sul mato-grossense para buscá-lo, e proceder o interrogatório, que pode esclarecer toda a dinâmica e motivações para os crimes.

Mãe e filha foram encontradas mortas enterradas no quintal da casa onde moravam (Reprodução).

A suspeita é de que as mortes ocorreram em novembro passado, quando mãe e filha estavam desaparecidas. As duas foram mortas e enterradas no quintal da casa onde moravam. Uma filha da mulher, de 16 anos, foi apreendida. Foi ela que deu a localização de onde estava enterrado o corpo de sua irmã, o que sinaliza conhecimento e participação no crime.

Os atestados de óbito das duas vítimas apontam as causas da morte. Os documentos descrevem que a mãe teve hemorragia aguda devido a lesões pérfuro-incisas no tórax, e a menina morreu por traumatismo cranioencefálico. A partir do que informam os documentos, parentes suspeitam que a criança foi morta com uma pancada na cabeça e a mãe tenha sido esfaqueada no abdômen. Contudo, a Polícia Civil ainda aguarda os laudos do Instituto Médico Legal (IML) para confirmar o que causou as mortes.

De acordo com o documento, Cristiane Pedroso dos Santos Arena, de 34 anos, teve hemorragia aguda devido a “lesões pérfuro-incisas no tórax”. Já Karoline Vitória dos Santos Guimarães, de 9 anos, morreu por traumatismo cranioencefálico, segundo o documento.

Com a declaração, parentes suspeitam que a menina foi morta com uma pancada na cabeça e que Cristiane tenha sido esfaqueada no abdômen. Contudo, a Polícia Civil ainda aguarda os laudos do Instituto Médico Legal (IML) para confirmar o que causou as mortes.

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.